A HISTÓRIA DE UMA MARCA É A NARRATIVA DE UM HERÓI



As maquinas param e ninguém sabe o motivo, a última gota do líquido escuro começa a escorrer pelo flutuante funil gigante. Ele corre em direção ao botão vermelho, todos ao redor o assistem com atenção, torcendo para que aquela gota não se perca ao cair no chão. A nova garrafa se revela de um compartimento secreto, ele a pega e corre desesperado até a beira do penhasco e em direção da gota, que cai do céu como que em câmera lenta. Alguns segundos o separam de salvar o mundo, ele só precisa salvar aquela gota, deixa-la cair, mas dentro da garrafa, para se tornar um herói. Parecia impossível, mas aconteceu. Seus esforços foram recompensados e a gota caiu dentro da garrafa.

A festa começa e a garrafa deve ser apresentada ao rei antes de partir e apesar de seu primeiro ato de heroísmo é ai que ele percebe que jornada não acabou, na verdade ela estava apenas começando.

A história acima é uma descrição minha de uma parte do comercial “The Happiness Factory” (em tradução livre a Fábrica da Felicidade), da Coca-Cola e é apenas um exemplo de como marcas não contam histórias, na verdade as marcas fazem parte dela. Nesse caso todo o universo se passa dentro da máquina de vendas da Coca-Cola e a história é apresentada do ponto de vista de um personagem. É importante que tenhamos em mente que histórias são sempre sobre pessoas, ou personagens que agem como pessoas.  É isso que nos ajuda a criar empatia com o espectador, fazendo, através de verdades humanas, com que ele se relacione com a história pelo ponto de vista do personagem.

Devemos também, ter em mente que quando nos referimos a “pessoas” e “personagem” indicamos apenas um ponto de vista responsável pela narrativa, uma personalidade que irá definir a maneira como os acontecimentos serão interpretados. Por exemplo: se pensarmos em uma senhora subindo uma enorme escada, a ação pode ser considerada um grande desafio, porém a mesma escada não seria um desafio tão grande para um jovem de 20 anos de idade. É essa diferença de olhar que define como iremos experimentar a história e o universo ao redor dela.

Quanto mais próximos estivermos do personagem, melhor entenderemos o universo e mais intensas serão as nossas percepções dos acontecimentos. É por causa dessa relação com o personagem que prendemos a respiração quando algo ruim acontece e sorrimos quando os objetivos do personagem são alcançados em uma série, filme ou livro.



Related

storytelling 6102687816961128141

Postar um comentário

Comentários
0 Comentários

emo-but-icon

Lançamento

item