Narcos, a visão de um Brasileiro que mora na Colômbia



O review abaixo foi originalmente postado por Leon Malatesta em seu perfil do Facebook - se quiser ter algum artigo publicado pela nossa redação, entre em contato aqui.

Atendendo a pedidos de alguns amigos, vamos finalmente falar de Narcos, a serie do Netflix que deu muito o que falar, ou não… sob um ponto de vista um pouco mais amplo, já que ao viver na Colômbia ganho algumas percepções - talvez um pouco mais autênticas que a maioria dos expectadores.

Vale entender primeiramente que a serie aqui não tem o mesmo impacto que no resto do mundo, por algumas razões não tão obvias, mas importantes de serem descritas: 9 de cada 10 conteúdos produzidos na Colômbia, tem como temática direta ou indireta a cultura narco, o que transforma a serie aqui, em apenas mais uma entre centenas.





Isso não impediu o Netflix de fazer sua divulgação local e confesso que o impacto dos pontos de ônibus multimídia passando micro-trailers da serie, causaram em mim um impacto muito interessante, não somente pela qualidade, mas porque era demasiadamente louco ver um dos maiores algozes do país estampado e em movimento em telas de alta resolução por toda capital.

Seguramente, se ainda estivesse vivo, Pablo Escobar estaria sorrindo de ego inflado e ao mesmo tempo absolutamente puto com a escolha do ator que faz seu papel, o que seguramente colocaria Wagner Moura em sua lista negra, correndo risco de vida. (vou explicar melhor mais a frente…)
Pra falar da escolha do ator, primeiro temos que nos perguntar para que mercado a serie foi produzida, e claramente não foi para o mercado Colombiano.





Sendo bastante genérico, podemos dizer que Narcos é um produto para o mercado internacional, com maior foco para o americano, onde tirando os latinos, a ignorância impera e se o espanhol do Wagner é bom ou não, não importa em absolutamente nada, pois todos fizeram uso da legenda. Quanto ao Brasil, que sim, tem um numero expressivo de assinantes do canal, sejamos bastante sinceros…que bando de desocupados, fazendo critica vazia. 90% dos brasileiros que acredita falar espanhol, falam um portunhol mal e porcamente compreensivo, o que automaticamente desqualifica completamente seu ponto de vista, e os outros 10%, te asseguro não criticaram a qualidade do espanhol do ator, porque simplesmente não podem.

Wagner Moura, faz um excelente trabalho, cria um personagem absolutamente cheio de layers, complexo, contraditório e ao mesmo tempo poderoso e gerador de empatia, seu espanhol é perfeito, porém, não alcança dois aspectos muito importantes que quase nunca estiveram descritos nas criticas mal realizadas pelos desocupados de plantão. É perfeito demais, é a prova de uma entrega absoluta do ator em tentar reproduzir com destreza a língua, mas que peca, por um tempo demasiadamente preciso, uma pronuncia cheia de um redondo fonoaudiólogo - totalmente esperado para alguém que foi apresentado a língua a menos de um ano, mas que nem por isso, é merecedor de critica, ao contrario, o feito impressiona pelo tão pouco tempo e dentro de uma situação de stress e cobrança absolutos. Outro ponto se dá pelo regionalismo da fala. Aqui na Colombia isso é assunto muito serio, sua região de nascimento é tudo, é a sua identidade primordial, é o algo que determinará como você é e se comportará socialmente e assim como no Brasil, o sotaque é o primeiro apontador dessa sua herança.

Não preciso dizer que é impossível para um não Colombiano reproduzir as sutilezas de pronuncia que eu estou tentando descrever tecnicamente. Não dá pro Wagner, não da pra mim e muitas vezes nem pro colombiano que não é paisa, que não nasceu naquela região e acreditem, não é só de sotaque que eu estou falando, vai além e esse texto não acabaria nunca tentando explicar.


Claro que a partir daí, todos os colombianos que assistem a serie, caem de pau…até gostam, mas com razão criticam a escolha do ator…Quem aqui se lembra do Julio Iglesias tentando cantar em português com o Roberto Carlos? No fundo é a mesma coisa, ainda que o Wagner seja bem melhor…Por isso, não seja babaca e considere pra quem a serie foi feita antes de sair falando.



Sobre o conteúdo. Falar que existem imprecisões históricas é chover no molhado, incluso logo na abertura existe uma ressalva bem clara de que o objetivo não é fazer um documento histórico…lembra? Entretenimento! Mesmo assim a serie merece muitos elogios, porque resume muito bem um período bastante controverso da historia recente do país e para quem não tinha nenhum conhecimento real do assunto é um bom introdutório, coloca o expectador em uma perspectiva bem mais clara dos fatos…a grande maioria das pessoas só sabia dizer que Pablo Escobar foi o maior traficante de todos os tempos e depois da serie consegue ver que o buraco é um pouco mais em baixo, uns sete palmos pra ser preciso…Pablo, foi ainda pior do que a serie é capaz de expor na sua obrigação comercial, um assassino inescrupuloso, audaz e absolutamente malévolo, um Carlos Chacal da causa própria, um fenômeno permissivo e pernicioso, fruto de uma sociedade igualmente cheia de contradições, que historicamente carrega todos os atributos e ingredientes necessários para sua existência.

Não por menos e de forma genialmente provocativa a serie começa traçando um paralelo com o realismo magico e estabelece uma relação de causa e efeito patente no trabalho de Padilha, que faz isso com maestria num formato narrativo já consagrado e dinâmico, mostrando dois lados de uma moeda muito mais suja e pesada do que se imagina.


Ah! Pros esquerdistas chiitas de plantão, dizer que este diretor distorceu os fatos defendendo Pinochet eu digo…Puta como vocês são chatos.
Se você não assistiu, assista, vale a pena, a serie esta muito bem feita, não só pela direção geral, mas pela impressão dada por cada diretor de cena e de fotografia, pelo roteiro envolvente e muito rápido e uma produção impecável que consegue fugir de muitos dos estereótipos recorrentes do universo retratado.
Pra quem já assistiu, não perca a segunda temporada que com certeza será ainda melhor e mais dramática, com a entrada dos PEPES( Perseguidos por Pablo Escobar) no contexto, colocando ainda mais loucura e contradição, numa história que apesar de parecer novela, realmente aconteceu.

Related

seriados americanos 2815859564214471974

Postar um comentário

Comentários
0 Comentários

emo-but-icon

Lançamento

item