NOSSAS OBRAS



Nós, os Storytellers, até gostamos do espírito artesanal das mercearias, mas o Storytelling, escrito com o S capitular, definitivamente não se produz por quilo ou a granel. Também por isso é que chamamos de processos – e não de produtos. Certa vez respondi, a mais uma dessas profundas questões que nos surgem, que o bom alquimista é aquele que sabe que nenhuma fórmula está tão pronta que não possa melhorar. Assim também é com o Storyteller.



Mas afinal, o que leva um cliente a procurar nós, os Storytellers? Por que uma marca deve ser tecida com uma boa história por trás? Basta olhar para as ruas e ver como todas as marcas se vestem iguais. Diferente disso, uma história nunca é igual a outra porque cada trama tem seus fios tecidos de forma única. 

As boas histórias, essas que dão ao Storytelling o tal S em capitular, sensibilizam ao mesmo tempo que conscientizam consumidores. Posicionam e reposicionam marcas com a precisão de um alfaiate. O legítimo Storytelling é capaz de imortalizar a memória de uma empresa, de facilitar a fusão de duas empresas, contornar crises, alinhar estratégias ou criar novos comportamentos de consumo para produtos. Desde que o verdadeiro Storyteller saiba os pontos e os nós que dá na trama de uma marca.


Um Storyteller como eu sempre tem muito o que contar. Mas melhor do que contar, o verdadeiro Storyteller sabe que mostrar é o segredo de uma grande história. Desde 2007 os Storytellers produzem histórias únicas para cada um de seus clientes, e algumas amostras podem ser vistas aqui.

*Clique nos ícones para ver os cases.




















Lançamento

static_page