A madeira Storyteller


.















No fundo desse blog podem ser observadas algumas toras de madeira. Esteticamente é uma opção criticada pelos especialistas da plástica e do olhar. Mas ainda assim a deixamos, não por teimosia, mas por uma espécie de homenagem.
Isso porque esse conjunto de toras pode ser imaginada como se fosse uma mesa sobre a qual o moleskine do autor encontra seu espaço cativo para assim poder registrar atentamente os passos dessas trilhas sinuosas que percorre a criatividade de um para então elaborar as tramas que irão fazer trilhar a imaginação de outros.
Mas, por outro lado, também não surpreenderia se a madeira em questão fosse o tablado de um palco sobre o qual estão pousadas as anotações de um ator relacionadas ao ponto de vista da personagem que ele está incorporando.
Nada impede de ser parte da cenografia de um set de filmagem ao qual recosta-se as muitas páginas em que estão impressas as diversas percepções e pontos de vista de cada uma das muitas cenas que deverão ganhar vida.
Pode até mesmo ser a madeira coletada por diversos amigos e dispostas ali, frente a um lago, à espera da noite para que se possa fazer surgir a chama que irá somar o seu calor à das muitas garrafas de vinho e juntá-los todos para que contem suas curiosas, magníficas e inesquecíveis histórias.
Pensando por aí, também pode ser uma mesa de jantar, em que o pai – enquanto serve mais uma rodada de spaghetti - conta aos seus filhos mais detalhes dos épicos duelos de futebol; os quais eles ainda não eram vivos para ver, mas certamente irão morrer sem esquecer.
Seja como for, a madeira está presente na vida do ser-humano de forma tão arraigada e anciente quanto a própria história. E hoje só chegamos onde estamos – se temos abrigo, se vivemos em sociedade, se nos locomovemos grandes distâncias e se temos heróis milenares – é por conta de ambas.

Related

histórias 5214149516099905356

Postar um comentário

emo-but-icon

Lançamento

item