Nem tudo é história, mas tudo tenta ser...

Para quem esteve offline na última semana uma banda brasileira promoveu uma febre no YouTube. A Banda Mais Bonita da Cidade partiu do anonimato para uma audiência superior a um milhão de pessoas em três dias. Graças ao clipe Oração, inspirado no trabalho dos ingleses da  Beirut.  


Algumas pessoas comentaram que o sucesso se deu pela boa história. Olhando pela ótica narrativa o clipe parte de um tema: não é uma oração qualquer, é a última. É o apelo final pelo coração. E o tema é demonstrado pela construção emocional que se dá com o entra e sai de personagens e seus instrumentos em ciclos crescentes. O protagonista que começa melancólico numa janela termina no meio do grande alvoroço coletivo. 

Mas mesmo com todos esses elementos narrativos combinados de forma muito feliz, não chamaria o clipe de história. Parafraseando a própria música 'contar uma história não é tão simples quanto pensa'. Explico: ainda faltam outros elementos fundamentais - como a causalidade - para completar a narrativa. Do jeito que está o máximo que as pessoas podem fazer é repassar o vídeo, tal qual está. Mal cabem comentários. Qualquer tentativa de 'recontar a história' causaria a perda da coerência. Assista ao vídeo e tente contar ao vizinho no elevador. Aposto que a explicação vai soar mais ou menos assim "era uma vez o... quer dizer... um músico... que... hmmm... canta sobre amor... enquanto encontra outros músicos numa casa..." o que, convenhamos, não é uma história.

O formato atual - música, letra e vídeo - é um fragmento narrativo. Uma espécie de tentativa, que até pode vir a se tornar uma história. Aliás a repercussão mostrou que há potencial para isso. Mas a primeira coisa seria responder questões como 'de onde veio esse protagonista?', 'para quem ele está cantando essa música?' (é para uma pessoa específica, afinal 'cabe até nós dois'), 'o que o levou a cantar isso?', 'por que cada um desses amigos está participando?' e assim por diante. Seria possível compor as respostas numa trama transmídia, se os músicos quisessem. Ou então num DVD estilo 'The Wall'. Só aí o clipe faria parte de uma história. 

Related

OS CONCEITOS DE STORYTELLING 1181157391245699520

Postar um comentário

Comentários
0 Comentários

emo-but-icon

Lançamento

item