Já ouviu falar em high-concept?

"

Os roteiristas de Hollywood sabem muito bem. Nem adianta levar um roteiro para avaliação dos estúdios se não tiver high-concept.

Na medida em que o storytelling entra na vida das agências e corporações, o high-concept entra junto como se fosse um passageiro VIP. Melhor ainda, como se fosse o indispensável co-piloto de uma aeronave.

O tal do high-concept é a ideia capaz de gerar uma narrativa interessante. É a ideia para uma boa história.

Quando você, autor, for perseguir high-concepts, não vai aceitar nada menos do que a mais alta qualidade, estou certo? Ah, orgulho! Pois bem, o high-concepts mais poderosos são aqueles dotados de uma ideia original e ainda assim simples o suficiente para serem compreendidos em uma só frase.

Alguns exemplos para ilustrar:
- É a história de uma criança e seus brinquedos... pelo ponto de vista dos brinquedos.
- A história do serial killer que só caça serial killer.
- A história de que, na verdade, essa nossa realidade se passa dentro dos computadores.

Abaixo um dos anúncios do Canal+, que costumam ser geniais em high-concepts.


"

Related

Toy Story high-concept 1534836255919796843

Postar um comentário

  1. Escrevi sobre este enfoque no dia 28/11 no Blog Relações - http://www.blogrelacoes.com.br/2011/11/ideias-de-high-concept-e-high-touch-da-era-conceitual-%E2%80%93-voce-esta-preparado/ . É um tema para refletir mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Habilidade muito importante para os jovens na relação com o trabalho criativo.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Lançamento

item