NEMO VS DORY, UMA BUSCA NARRATIVA POR UM UNIVERSO EM EXPANSÃO





Merlin lutou contra todo um oceano cheio de ameaças para encontrar seu filho. Nemo foi levado de sua casa para dentro de um aquário em um consultório de dentista. Nós já nos divertimos e nos emocionamos com a história de separação e reencontro desses dois peixinhos, mas enquanto assistíamos a essa jornada, nos sentindo tão perdidos e ameaçados, por tubarões e florestas de água-viva, quanto o nosso herói Merlin, alguma outra coisa aconteceu. Alguma coisa iluminou essa história e de alguma maneira preencheu o vazio azul do fundo do mar com um tom de diversão. Sim, meus amigos, eu estou falando na peixinha mais querida das telonas, Dory.


Essa semana a Pixar anunciou o filme Procurando Dory, uma animação inteiramente dedicada as aventuras e conflitos de um personagem que roubou a cena e a atenção por muitos momentos no já conhecido Procurando Nemo. A minha primeira pergunta ao ver essa notícia foi: porque a Dory? 

Bom, nós falamos algumas vezes aqui no blog sobre o processo de criar um personagem, eu acho até que já mencionei a importância de um protagonista para nos emprestar seus olhos e nos levar para o seu mundo como ele mesmo o vê, o que eu acho que ainda não comentei é que às vezes, um personagem pede para seguir o seu próprio caminho. 

Nós, então, não temos muita opção a não ser ceder o instinto storyteller e seguir em mais uma aventura, às vezes, só para ver no que vai dar. A Dory demorou para cair na boca do povo, aliás, se você pensar bem pode acabar se lembrando de que "P. Sherman, 42, Wallaby Way, Sydney" e "Just keep swimming" ficaram muito mais famosas do que qualquer frase professada por Merlin ou Nemo. A falta de memória também ajudou a humanizar o personagem, afinal, quem nunca saiu de casa sem as chaves, ou esqueceu a carteira na mesa do restaurante? A verdade é que todos sabemos a agonia do esquecimento, por melhor que sejam nossas memórias. 

Mas a Dory não é a primeira a ganhar o seu espaço no sol depois de aparecer como companheira na aventura de outros personagens, eu nem vou falar de Star Wars, afinal é difícil contar quantos personagens da saga conseguiram ganhar suas próprias narrativas. A Pixar e a Disney não desperdiçam bons personagens, de Aladin nós ganhamos os filmes do Jafar, os queridos Timão e Pumba já viraram série de desenho animado. Enfim, é bom sabermos que a história que não contamos em nossas narrativas podem se tornar boa oportunidades de expandir um universo e aumentar ainda mais a sua visibilidade. 


Related

universos expandidos 8623224441787632177

Postar um comentário

Comentários
0 Comentários

emo-but-icon

Lançamento

item