Discussões Aplicadas parte 2

.
Continuação do post Discussões Aplicadas parte 1.

***
Na mesa Veludo cotelê o escritor/comediante David Sedaris deu um show de bom humor. Talvez seja possível dizer que ele faz um tipo de stand-up comedy escrita. Eis duas coisas capazes de estabelecer conexão com praticamente qualquer ser humano: bom humor e miudezas do cotidiano. Somos todos muito parecidos nas pequenas dúvidas e angústias, naquelas que, de tão pequenas, raramente são comentadas. Quando alguém resolve quebrar o gelo, é o nirvana.

David Sedaris pode dar outro bom arquétipo...mas aí podia ser Jerry Sienfeld também. :)

***
A mão e a luva, a mesa que tinha Neil Gaiman e Richard Price, certamente foi uma das mais esperadas pelo público. A mesa transmídia por excelência, contando com um quadrinhista/escritor e um escritor/roteirista.

Marcelo Tas falou muito sobre o blog do Neil Gaiman, mas o momento mais rico, na minha opinião, foi uma conversa sobre a natureza dos diálogos nas histórias. Usando palavras diferentes, ambos comentaram que os diálogos reais são muito chatos, ou seja, quando dois personagens conversam em uma obra, a fluência precisa ser lapidada de acordo com o meio. Nos quadrinhos, por exemplo, tudo que é importante precisa estar no pequeno espaço do balão, ou seja, sobra pouco para as "gordurinhas" das falas reais.

Concordo totalmente, mas, por outro lado, como fica a onda de reality shows e outras realidades capturadas para o entretenimento?

***
O ponto alto da festa foi Shakespeare, utopia e rock’n’rol, com o dramaturgo Tom Stoppard. Conhecido por criar suas peças a partir de personagens secundários de outras obras, ele me faz pensar nos spin offs, recurso muito utilizado para continuar e, ao mesmo tempo, dar vida nova à seriados. Pega-se um personagem e mostra-se outro aspecto e momento da vida dele.

Outra pergunta provocativa: seria possível que uma mesma marca veiculasse durante muito tempo uma série de campanhas onde uma, de certa forma, é um spin off da anterior? É uma forma de se renovar, ter módulos independentes que permitam o entendimento da audiência rotativa, mas, ao mesmo tempo, permitir um engajamento e uma linha de história bastante duradoura.

Comentário off-topic: hoje mesmo alguém apontava que, apesar das quase 20 temporadas, o público de antes não vê mais Simpsons, só casualmente. Verdade. Não está na hora de fazer um spin off para esse fim?

***
Por fim, Folha Seca, uma mesa sobre futebol, cultura e sociologia (mas não era uma mesa redonda). Fora análises muito interessantes de José Miguel Wisnik e Roberto Damatta, o que ficou para a Storytellers foi o fato do futebol ser um dos poucos esportes que possibilita uma narrativa não-contabilizada.

Explico. Uma partida de futebol pode proporcionar narrativas épicas para os dois times de forma que isso não reflita necessariamente no placar. Um time joga muito melhor, mas perde por um detalhe bobo. Provavelmente injusto, mas isso que dá a graça. Futebol é o esporte storytelling por excelência, e não por acaso é a maior modalidade esportiva do mundo.

Na foto, duas pessoas lendo entre uma palestra e outra ;)

Related

personagens secundários 2973028455315562205

Postar um comentário

  1. Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
    Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Lançamento

item