BROADCASTING OU NARROWCASTING


São Paulo, 10 Abril, 2015
Com a chegada da televisão na casa das pessoas com 3 canais apenas, tudo era novidade. Qualquer propaganda também era vista como entretenimento e, com as opções limitadas, o público acabava focando naquilo que estava sendo oferecido. A comunicação era puramente pensada no sentido de BROADCASTING. Mas o que significa? Do dicionário: Broadcast: Cast or scattered in all directions.
Ou seja, consiste no envio de uma mensagem sem um foco, ‘target’ muito bem definido. É uma mensagem teoricamente de maior alcance, que vai agradar a maioria das pessoas. Em contraponto, a mensagem direcionada para todos mundo ou qualquer um pode também perder a profundidade, já que parte do preceito de generalização.
Hoje, nós buscamos o conteúdo que queremos, na hora mais propícia, no meio em que mais nos agrada. A quantidade de informações é tanta, que apertamos o ‘skip’ automaticamente, sem nem saber do que se trata. Com a expansão das mídias e dos conteúdos, não ficamos mais engessado em um canal e restritos à sala de nossas casas. O aumento das funcionalidades e de pessoas conectadas a partir do mobile (apenas uma pessoa por aparelho), facilita o estudo de cada consumidor e suas preferências individuais, o que facilita o uso do NARROWCASTING, uma tendência, hoje, em alta.
Esse consiste no foco da mensagem para um ‘target’ específico. Enquanto o Broascasting pode atingir pessoas de diferentes estilos, personalidades, sexo, classe, etc, o Narrowcasting se comunica apenas com os clientes que são interessantes para o negócio, conseguindo, com uma mensagem mais direcionada, engajá-los. Podemos dizer que o BROADCASTING é um coleguismo e o NARROWCASTING está mais para um romance.
Para conhecer os cases e a posição a se tomar diante dessa tendência, clique aqui


Related

#narrowcasting #broadcasting #strategy #marketing #estratégia #tendência #cases #brandedcontent 3300406334028329460

Postar um comentário

Comentários
0 Comentários

emo-but-icon

Lançamento

item