Dracula Untold, o primeiro bloco da construção de um Universo com Monstros Clássicos



Ouvi muita gente comentar sobre Drácula Untold ou "A história nunca contada" na versão brasileira do título.  Há quem gostou do vampiro se tornar um superherói com poderes devastadores e há quem odiou o fato de ser uma ressignificação de um monstro clássico.  É oportuno então dar uma visão geral sobre estes monstros que já sofrerem ressignificações constrangedoras para os atuais fãs.

 Dracula, Frankenstein, A Múmia, O Homem Invisível, O Lobisomen e a Criatura do lago negro surgiram em meados da década de 20, quando a ficção científica tinha mais fantasia do que ciência.  O mundo ainda não conhecia espaço e as pessoas imaginavam que era possível chegar a marte através de uma cratera terrestre ou que monstros se alimentavam de cérebros e coisas do tipo.  As histórias de suspense e terror com essas criaturas faziam todo o sentido e eram tidas como "tremendamente assustadoras". 




Porém o que aconteceu após a década de 40, com o avanço tecnológico é que a própria ficção científica foi impactada e o que poderia ser assustador chegou a se tornar comédia. Os monstros da Universal por exemplo acabaram se tornando personagens dos filmes da dupla de comediantes Abbott & Costello. 

A Universal tentou desde então trazer cada um deles de volta com filmes como Van Helsing (2004) e O Lobisomen (2010).  Até agora, aonde embarcaram em um caminho trilhado pelo sucesso de Os Vingadores, a criação de um  Shared Cinematic Universe. 

Os planos são de construir um universo cinematográfico que compreenda o maior potencial de faturamento sobre cada monstro clássico em franquias de filmes individuais e juntos.  A primeira peça desse universo se chama Drácula Untold



Leia abaixo o Enredo de Drácula, A história nunca contada


No ano 1442 o Império Otomano sequestrou garotos na atual Romênia para fazerem parte de seu exército de Janízaros sob pesado treinamento. Um desses meninos se tornou um guerreiro temido após causar milhares de mortes, ganhando a alcunha de Vlad, o Empalador. Já adulto, Vlad está enojado de seus atos e regressa à sua terra natal, para governar em paz como príncipe da Valáquia e Transilvânia.


Um dia, Vlad e suas tropas encontram um capacete otomano na floresta, e temem uma invasão. Investigando a origem do capacete, chegam à montanha do Dente Quebrado. Em uma caverna com o chão coberto de ossos, o grupo de Vlad é atacado por uma estranha criatura, que mata todos os soldados antes de ser ferida por Vlad. A criatura arremessa o príncipe para fora da caverna, e não decide perseguir Vlad temendo a luz do sol, que também evapora seu sangue na espada. Apavorado, Vlad vai à igreja perguntar a um dos monges sobre a tal criatura, e o padre revela ser um vampiro, um homem normal tornado aberração após conjurar um demônio que o enganou. O vampiro está aguardando alguém para o libertar, a quem compartilharia seus poderes.






Do Terror a Aventura


Assim como no passado, a Universal deve ter percebido que aquele velho terror (psicológico) não funcionou de uma maneira mainstream, seus últimos lançamentos podem ter conquistado algum sucesso no nicho, mas estão longe de um blockbuster.  Donna Langley, presidente da Universal afirmou ao Holywood Reporter que eles pretendem trocar o gênero para a aventura:

 "Precisamos garimpar nossos recursos. Não temos heróis de capa na nossa biblioteca, mas temos um legado incrível e uma história com os monstros. Tentamos fazer novos filmes de monstros ao longo dos anos, sem sucesso. Então nós analisamos com cuidado e decidimos em tirar o gênero de horror e levar mais para o lado da ação e aventura, situando as tramas no presente, trazendo esses personagens ricos e complexos para os dias de hoje e 'reimaginando-os' e reintroduzindo-os para um público contemporâneo".



[SPOILER A DIANTE] Dessa forma o Drácula que encontramos é superpoderoso, capaz de dizimar um exército.  
O final do filme transporta a história para os tempos atuais, aonde o demônio que compartilhou seus poderes, interpretado por Charles Dance (Tywin Lannister em GOT) ressurge atrás de Vlad, com certeza na intenção de cobrar o que lhe foi prometido naquela caverna, a servidão em um favor que deveria ser inquestionável.  Ele diz "Que comece o jogo"... e o que essa frase pode significar é que encontraremos uma trama envolvendo todos os monstros clássicos em um filme que já está planejado.




Drácula foi o primeiro tiro dos estúdios, um jogo de dados e até que foi bem recebido, o suficiente para sustentar outros filmes.  O sucesso de Vingadores também nos ensinou que um personagem pode ser mediano em um filme solo, mas funcionar quando encontra outro carismático como Tony Stark.  Esse pode ser o maior desafio desse projeto, pelo menos um sucesso capaz de segurar todos os nós que conectam o Universo dos Monstros.  

O que acham, será que Drácula pode ter esse sucesso em uma continuação ou pode ser a Múmia e por quê não, o Lobisomen?  

Related

origem do monstro 471698049314514271

Postar um comentário

Comentários
0 Comentários

emo-but-icon

Lançamento

item