Usando o aplicativo Evernote para planejar sua narrativa



Lembram que citei lá atrás em um post 5 aplicativos para ajudar na escrita? Pois bem, vamos nos aprofundar um pouco em um deles que considero essencial e se tornou meu companheiro de brainstorming e worldbuilding: o Evernote - leia o que ele faz aqui 

Obviamente cada um de vocês poderá ter uma experiência única com o aplicativo e com isso desenvolverão seus próprios métodos de trabalho, mas vou dar algumas dicas de uso que faço para minhas narrativas. 


Como o processo de desenvolvimento do "story" pode ser intenso e descentralizado o primeiro passo é ter o evernote em todos seus dispositivos (celular, desktop, tablet, aonde der...).  Assim sempre que algo surgir em sua mente, basta registrar de maneira rápida. Da pra fazer isso em registro de voz ou transcreve-la com a ferramenta, mas nem sempre fica bom e eu prefiro escrever mesmo em tópicos.


versão web do evernote 

Este é o ensaio para um romance,  separei em notas os motivos que gostaria que o plot abrangesse, a esquerda é possível ver que tenho outras notas para os eventos importantes.  Pelas datas fica visível que os eventos foram surgindo após definir o motivo e o plot. 


Crie pilhas de cadernos e junte suas referências

A pilha de caderno é como um fichário com várias divisões que aqui chamamos de cadernos.  Em cada um deles eu gosto de trabalhar algo diferente.  Segue abaixo uma estrutura rápida de como eu monto minha pilha:

Pilha "Nome do Livro":  - Motivos - Plot -Eventos - Personagens - Lugares & cenários - Plot Devices (Itens) - Escaleta 


Os personagens ficam muito bem organizados como cards digitais que dá paera acessar a cada momento, basta juntar tudo que puder ali: ilustrações, bio, histórico e o que achar essencial para que ele funcione de maneira profunda.  Como vocês poderão ver no Thomaz Magnus, personagem que desenvolvi para o jogo Selene The Fantasy 




Essa ilustração é original do game, quando você trabalha em conjunto com um designer ou ilustrador (como foi nesse caso) fica muito mais fácil imergir na personalidade que está criando, principalmente quando se tem tudo ali na sua mão de maneira bem acessível. 

Acontece também de você não ter talento algum para ilustração, da mesma forma como este que voz escreve.  Mas isso não nos impede de buscar referências em sites de ilustração que possam servir de base para o projeto.  Isso agiliza tudo na hora de descrever para outra pessoa o mundo que está criando ou quais são as características físicas dos personagens. Geralmente quando for contratar ou fazer parceria com um desenhista ele vai requerer essas fontes, é aí que o evernote se mostra efetivo mais uma vez. 


Desenvolvimento do storyworld para conto de scifi "A cor dos seus olhos" 



Nem tudo você vai fazer na frente do PC, lógico! Mesmo assim ainda dá para aproveitar o aplicativo tirando fotos das anotações e salvando nos cadernos específicos, como o da escaleta.  Na versão plus ou premium do app você ainda pode compartilhar os cadernos e trabalhar colaborativamente.  E, para não ser perder, o programa ainda cria um sumário com links para as notas do bloco que você criou.  





Desde que comecei a trabalhar com o Evernote para meus textos ficou mais fácil retomar o trabalho de escrita quando passo um tempo fora daquele universo.  Com as coisas sempre a mão a história vai se construindo no tempo que ela precisa para se tornar coesa e tudo vai se esclarecendo na minha mente até que eu passo para as páginas. 

Espero que essas dicas tenham ajudado vocês! O que acham, me indicam um outro uso ou um outro app para organizar sua narrativa? Deixa aqui nos comentários.  



Related

dicas de roteiro 2892490539050505198

Postar um comentário

Comentários
0 Comentários

emo-but-icon

Lançamento

item